Tecnobank estreia no 8° Congresso da Fenauto, o maior e mais importante do setor de automóveis seminovos e usados no Brasil

Durante os dias 22 e 23 de outubro, a Tecnobank participou do 8° Congresso Nacional de Seminovos e Usados, realizado pela Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores (Fenauto), entidade que representa o setor de revendas de automóveis seminovos e usados e reúne 26 associações regionais de todo o país – que congregam […]

24 de outubro de 2019 17:02 - Atualizado às 20:06

Tecnobank estreia no 8° Congresso da Fenauto, o maior e mais importante do setor de automóveis seminovos e usados no Brasil

Durante os dias 22 e 23 de outubro, a Tecnobank participou do 8° Congresso Nacional de Seminovos e Usados, realizado pela Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores (Fenauto), entidade que representa o setor de revendas de automóveis seminovos e usados e reúne 26 associações regionais de todo o país – que congregam cerca de 48.000 revendedores de veículos, com foco na evolução comercial e no desenvolvimento de melhores práticas.

O congresso, que já é reconhecido como o maior e mais importante do setor, teve patrocínio da Tecnobank reuniu mais de 2.000 profissionais, além de palestras dinâmicas e criativas sobre temas correlacionados ao segmento, como negócios e empreendedorismo. Entre os palestrantes, marcaram presença nomes como Martha Gabriel, uma das pensadoras digitais mais influentes do Brasil, Bernardinho, o icônico treinador de vôlei e empresário, Henrique Meirelles, atual Secretário da Fazenda e Planejamento do Estado de São Paulo, João Carlos Martins, o maestro que é um verdadeiro exemplo de superação e Rick Chester, que foi de vendedor de água na praia a palestrante em Harvard.

“Eu sou o resultado de ‘não’ que eu dei a todos os ‘nãos’ que me deram”, disse o ex-ambulante, Rick Chester, em sua apresentação no congresso.

 

Rumos do mercado

A oitava edição do evento, que aconteceu no Centro PRO MAGNO, em São Paulo, abordou a importância da profissionalização do setor, tanto para a expansão do mercado de veículos seminovos e usados, quanto para o aprimoramento profissional de quem atua nesse segmento. Outro tema apresentado foi a digitalização do segmento, visto que as vendas online andam ocupando cada vez mais espaço entre os consumidores, por se tratar de uma ferramenta prática e acessível.

Ainda sobre os aspectos que impactam o crescimento do mercado, que teve um desempenho modesto em 2019 (apenas 1,1% nos oito primeiros meses do ano), o presidente da Fenauto, Ilídio dos Santos, indica a situação atual da economia brasileira como um dos fatores de influência. “”A reestruturação da economia, a partir da reforma da Previdência e a necessária Reforma Tributária, ainda vai levar algum tempo para refletir no mercado. Até lá, devemos manter nosso otimismo cauteloso”, afirmou.

Santos ressaltou ainda a dificuldade de acesso ao financiamento como um dos obstáculos que comprometem a evolução do segmento. “Das 120 milhões de pessoas aptas a ter crédito no Brasil, pelo menos 50% delas estão negativadas no SPC. A grande parte com dívidas de pequeno valor, de até R$ 500”, apontou. Nesse contexto, de acordo com ele, a liberação dos saques do FGTS, por parte do governo, tende a contribuir com a melhoria do cenário de vendas. Ainda assim, o crescimento esperado para 2019 deve ficar em torno de 1,7 a 2%.

Tagged with: