Você sabe o que significam e para que servem os números do chassi do veículo?

Como saber se o carro seminovo que você está prestes a comprar não sofreu nenhuma batida? Ou, quem sabe, algum roubo? Como se certificar de que o veículo não foi adulterado de alguma forma? Muita gente não tem conhecimento, mas o número do chassi representa uma espécie de “DNA” do automóvel. É justamente nessa sequência […]

29 de novembro de 2019 20:13 - Atualizado às 20:13

Você sabe o que significam e para que servem os números do chassi do veículo?

Como saber se o carro seminovo que você está prestes a comprar não sofreu nenhuma batida? Ou, quem sabe, algum roubo? Como se certificar de que o veículo não foi adulterado de alguma forma?

Muita gente não tem conhecimento, mas o número do chassi representa uma espécie de “DNA” do automóvel. É justamente nessa sequência de 17 caracteres alfanuméricos que estão presentes as respostas para essas e outras perguntas relacionadas ao histórico do carro – evitando, assim, dores de cabeça com o Detran e até mesmo com a polícia, já que a alteração da numeração original pode ocasionar a abertura de um inquérito.

Nesse contexto, desde 1983, o número do chassi, também chamado de VIN (do inglês, Vehicle Identification Number) é o padrão mundial capaz de identificar ano, modelo, origem e demais detalhes do veículo. Essa norma foi regulamentada pela resolução 4030, da ISO, e pela Norma Brasileira 6066/2009, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

De acordo com o head de Engenharia de Produtos da Tecnobank, Isaac Ferreira, desde 1999 a numeração deve ser gravada em todos os vidros de veículos, seguindo a definição do Art. 114 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). “O consumidor precisa ficar atento e conferir se, de fato, a numeração gravada bate, de fato, com a que está no documento do veículo”, afirma. Não há numeração igual no mundo todo já que, na fábrica, cada chassi recebe uma sequência única.

Caso haja alguma diferença, isso significa que o automóvel provavelmente foi adulterado, seja por avaria, furto ou roubo. Caso isso aconteça, é preciso procurar o Detran para registrar o corrido e documentar a remarcação. Ferreira salienta que, infelizmente, esse procedimento compromete o valor do veículo na hora da venda.

Para saber mais detalhes sobre a leitura do número do chassi e o que cada símbolo representa, clique agora mesmo nesse link. Nele, você confere mais dicas sobre o que fazer em cada um dos casos de adulteração do número (avaria, furto ou roubo) e fica sabendo sobre vistorias e valores.

Tagged with: